Duplo estado da poesia

Modernidade e contemporaneidade

  • R$ 89,00

Calcular Frete

  • Duplo estado da poesia

Organização: Susana Scramim, Marcos Siscar, Alberto Pucheu

Alberto Pucheu
Annita Costa Malufe
Cristina Henrique da Costa
Danielle Marinho
Eduardo Sterzi
Elisa Helena Tonon
Érica Milaneze
Fábio Martinelli Casemiro
Ibriela Bianca Berlanda Sevilla
Luciana di Leone
Maiara Knihs
Marcelo Diniz
Marcos Siscar
Mauricio Chamarelli Gutierrez
Raúl Antelo
Rodrigo Ielpo
Silvio Ferraz
Susana Scramim
Tatiane Marchi
Tiago Guilherme Pinheiro
Tiago Hermano Breunig
Yuri Zacra da Silva

   A inquietude diante das questões da poesia moderna e contemporânea é a órbita em torno da qual giram os ensaios reunidos neste livro. Foi justamente essa disposição, interessada simultaneamente nos aspectos intrínsecos da poesia e na posição que ela ocupa no mundo, que reuniu os colaboradores deste volume para refletir sobre a criação poética.

   Uma das inquietações que se destaca entre as preocupações desse grupo de pesquisadores é da relação entre poesia e prosa que não se restringe a um levantamento da história do poema em prosa, nem revela seus aspectos mais decisivos por meio dela; tampouco estaria acomodada à mera inversão da hierarquia, pela exposição de casos em que a prosa poética promoveria a apropriação da “poesia” em uma tradição de prosa.

   Evitando pensar em termos de distinção e de hierarquia de gêneros, a abordagem comum a alguns dos textos aqui publicados entrevê a possibilidade de um hibridismo entre a poesia e a prosa.

   Outra inquietação relevante entre os textos do grupo é a do pensamento relacional entre o corpo e a poesia. Nele destaca-se a experiência do contato do corpo e para o corpo na qual o trânsito das palavras dizíveis pode mostrar-se interrompido, fazendo com que a ponte entre a linguagem e o corpo pareça estar partida. Compreende-se, com essas reflexões, que a vida que o corpo resguarda é exatamente a que, desde o corpo, não se pode dizer, colocando-os numa zona de mutismo nunca passível de ser completamente ultrapassada nem totalizada, apenas sutilmente entrevista e somente ouvida como um murmúrio balbuciante.

   O caráter ambivalente da poesia frente aos reclames de sua especificidade como discurso poético e o seu desejado abandono à abertura ao mundo é uma questão que igualmente reaparece em vários textos.  Em alguns momentos retoma-se o estudo sobre a imagem dialética de Benjamin, para considerar que ali reside um movimento produtor de deformações, já que ela implica a ambivalência.  Nesse sentido, negar essa ambivalência, ainda que isso seja algo difícil de ser pensado no contemporâneo, produz o efeito de devolver a literatura àquela idealidade de sua autonomia.

   A vitalidade demonstrada pelas inquietações acima destacadas é a marca comum mais visível entre os textos reunidos nesse livro. Ele é resultado de dois anos de trabalho no grupo composto por importantes pesquisadores da poesia no Brasil. É a partir dessa vitalidade que se pode constatar a dimensão ética e política da literatura, tornando mais uma vez pública a potência reflexiva e crítica que vem acompanhando a poesia moderna e contemporânea.

Especificações Técnicas
Organização Susana Scramim, Marcos Siscar, Alberto Pucheu
Autor(a) Alberto Pucheu, Annita Costa Malufe, Cristina Henrique da Costa, Danielle Marinho, Eduardo Sterzi, Elisa Helena Tonon, Érica Milaneze, Fábio Martinelli Casemiro, Ibriela Bianca Berlanda Sevilla, Luciana di Leone, Maiara Knihs, Marcelo Diniz, Marcos Siscar, Mauricio Chamarelli Gutierrez, Raúl Antelo, Rodrigo Ielpo, Silvio Ferraz, Susana Scramim, Tatiane Marchi, Tiago Guilherme Pinheiro, Tiago Hermano Breunig, Yuri Zacra da Silva
Nº de páginas 320
ISBN 9788573214710
Altura 16cmx30cm

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.